01
jun
08

Klabin: um bairro sem Pânico

Na última sexta-feira, depois de praticamente 5 meses perdendo religiosamente as reprises do Pânico na TV – um programa que eu não estou podendo gravar porquê me pediram pra gravar outro – me lembrei do programa, e fiquei ansioso porquê havia começado a matéria dos “Novos Humoristas”, e o pessoal do Panicast havia comentado que a parte onde eles invadiam um programa de TV local em Pernambuco estava boa. E a matéria encerrava-se com a música “A Roda”, de Sarajane (parece até que fui eu que escrevi, então, eu gosto de desenterrar certas coisas…) Aí eu começo a gravar o Pânico pela primeira vez desde a fracassada volta do programa das férias este ano… e não é que um curto-circuito deixaria a Chácara Klabin no escuro por várias horas?! A luz só voltou quando eu acordei, já no dia seguinte.

Moro há 12 anos neste bairro, e é incrível como são relativamente frequentes as quedas de energia por aqui. O pior é que praticamente todas acontecem fora do horário de pico, principalmente de madrugada. Já chegou a faltar luz à meia-noite em ponto – pelo visto, Zé do Caixão fez concurso e trabalha na Eletropaulo…
E pra piorar a situação, parece que os equipamentos eletrônicos sofrem com a situação. A impressora dá alguns grunhidos e a luz do scanner acende, mesmo com o computador estando desligado. Por quê? É que na maioria das vezes em que isso acontece, a luz falta DUAS VEZES. A energia acaba, devido a curto-circuitos ou explosão de transformadores, sei lá, é ativado o circuito reserva, e este pifa pelo mesmo motivo que derrubou o outro… É mole?!
Só na grande queda de energia de 2001, que começou com uma oscilação, o resto do Brasil teve o privilégio de deixar de sentir os campos magnéticos causados pela eletricidade circulando ao seu redor. Ou algo assim. Sei lá, de tanta experiência nesse ramo, eu “SINTO” a ausência de eletricidade.
Nunca gostei de dormir no escuro. E há algum tempo eu peguei uma mania, de dormir com LEDs de alto brilho, comprados na rua Santa Ifigênia, enfiados na parte de trás de controles remotos, é uma operação um tanto tosca, mas que faz os LEDs acenderem e iluminarem o ambiente relativamente bem. Preciso voltar com isso… O pior é que esses LEDs nunca me livraram dos apagões, sempre que eles ocorriam, eu não estava com os LEDs armados nos controles remotos… Ê limonada… (PS: Vejam o horário ingrato deste post, logo no dia em que eu tenho que levantar antes dos feirantes pra ir trabalhar…)

Anúncios

1 Response to “Klabin: um bairro sem Pânico”


  1. 1 Icarix Ace
    4 de junho de 2008 às 12:35 am

    Aliás, comento por curiosidade: Assisti partes do Pânico na TV desse domingo 01/06 (Jornal ao Contrário e Vesgo & Sílvio na corrida do queijo da Inglaterra 2008) e achei um programa melhor do que imaginava, só por essas duas partes – achei que iria me decepcionar com o programa, ainda bem que me enganei uns 80%!
    Agora a pergunta: porque estou escrevendo isto? É que a TV Brasília, aqui, deixou de transmitir a Rede TV em 2004, mudou de dono, passou a transmitir partes da Play TV, BandNews e Terra Nativa durante 4 anos ! Aí, o tal dono, Paulo Octávio, (o mesmo vice-governador daqui que tentou comprar a Manchete nos anos 1990) desistiu da retransmissora (com programas locais) e fez uma sociedade com os antigos donos (do Correio Braziliense), ou seja, retornou ao que era antes de 2004!
    Resultado, voltaram a transmitir a Rede TV nesse domingo (01/06)! Ou seja: fora alguns gatos-pingados da NET e SKY, essa é a PRIMEIRA vez qeu os brasilienses em geral tem a oportunidade de assistir o Pânico na TV!!! Isto é In-crí-vel! rsrsrs!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


VOCÊ CONHECE A FITA VHS “AS GAFES DA GLOBO EM 84”?

Conhece? Tem? Sabe quem tem? Já viu? Clique aqui.

Igor C. Barros Cartoons, o Blog

Feliz 2013! Este é o nosso blog secundário, porquê atendemos atualmente no Tumblr. Só que a compra do Tumblr pelo Yahoo! fez muita gente espontaneamente criar blogs da Wordpress. Seja como for, este blog está semi-de volta, só que diferente, despolitizado, mais maduro, mais velho, mais gordo, com menos cabelos, MAS com os mesmos sonhos:
"Fazer séries de desenho animado em grandes pólos produtores (EUA, Canadá, Japão, Filipinas, México) para que elas, com a máxima qualidade, possam também estar no Brasil, misturando-se às séries que vem do exterior, sem submeter-se aos ditames que regeriam o roteiro de um produto 100% nacional."
"Produzir músicas e/ou podcasts com qualidade equivalente a dos grandes estúdios para download ou streaming na Internet."

A Salt Cover? Desde 2010 ela é composta de mais pessoas além de mim, e atende em www.saltcover.com.br! Está sendo um tanto maltratada pelos nossos trabalhos na vida real, que sustentam o leitinho das crianças, mas está aí, e não morre quem peleia!

Crianças, que dia é hoje? 5:60!

junho 2008
D S T Q Q S S
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos Mort… digo, vivos (afinal, estamos na Wordpress)

As últimas do Twitter

  • RT @TvCapitalFic: @igorcbarros Eu parei de desenhar e aconteceu o contrário... 1 day ago
  • Acabaram de me sugerir que parar totalmente de desenhar SERIA BOM PARA A MINHA SAÚDE. Socorro!!! 1 day ago
  • E qual é o conselho que a minha família daria sobre o assunto? "Desagrade-as!"....... 1 day ago
  • Eu sinto que eu estou desagradando profundamente muitas pessoas ao mesmo tempo. 1 day ago
  • Por favor, não me venham dizer que não vai dar tempo ou não será possível. Eu já sei. 1 day ago

Tá com dinheiro sobrando?

Sabe uma coisa que você pode fazer com ele? Doar para o Criança Esperança. Não é piada: pela Internet, você pode doar 24 horas e 365 dias por ano!!! E sem o Aragão te enchendo os pacovás! Duvida? Clique aqui!!

Este blog não é o seu genro, mas é bem visitado

  • 198,749 pessoas nos visitaram e filaram a bóia

ATENÇÃO À DATA DA POSTAGEM

Este blog tem textos escritos desde 2004, e muitos dos links deles ou até mesmo suas informações podem não ser mais válidas.
Eu sei que infelizmente você veio aqui justamente por causa disso, é o Gôógle que é sem noção mesmo. Aproveite que você está aqui, clique no banner lá em cima e veja os posts mais recentes!

Só pra constar, viu

Agora aqui na WP, na página Míusiqui, as músicas que embalaram uma geração, pra você e todo mundo cantar junto! Essas e muitas outras você só ouve na Rádio Salt Cover, mesmo porquê a rádio clandestina da sua quebrada tem um nome a zelar.
Em breve, confira também o nosso perfil no DeviantArt, onde você finalmente vai entender porquê este blog se chama Igor C. Barros Cartoons...

%d blogueiros gostam disto: