01
jun
08

Klabin: um bairro sem Pânico

Na última sexta-feira, depois de praticamente 5 meses perdendo religiosamente as reprises do Pânico na TV – um programa que eu não estou podendo gravar porquê me pediram pra gravar outro – me lembrei do programa, e fiquei ansioso porquê havia começado a matéria dos “Novos Humoristas”, e o pessoal do Panicast havia comentado que a parte onde eles invadiam um programa de TV local em Pernambuco estava boa. E a matéria encerrava-se com a música “A Roda”, de Sarajane (parece até que fui eu que escrevi, então, eu gosto de desenterrar certas coisas…) Aí eu começo a gravar o Pânico pela primeira vez desde a fracassada volta do programa das férias este ano… e não é que um curto-circuito deixaria a Chácara Klabin no escuro por várias horas?! A luz só voltou quando eu acordei, já no dia seguinte.

Moro há 12 anos neste bairro, e é incrível como são relativamente frequentes as quedas de energia por aqui. O pior é que praticamente todas acontecem fora do horário de pico, principalmente de madrugada. Já chegou a faltar luz à meia-noite em ponto – pelo visto, Zé do Caixão fez concurso e trabalha na Eletropaulo…
E pra piorar a situação, parece que os equipamentos eletrônicos sofrem com a situação. A impressora dá alguns grunhidos e a luz do scanner acende, mesmo com o computador estando desligado. Por quê? É que na maioria das vezes em que isso acontece, a luz falta DUAS VEZES. A energia acaba, devido a curto-circuitos ou explosão de transformadores, sei lá, é ativado o circuito reserva, e este pifa pelo mesmo motivo que derrubou o outro… É mole?!
Só na grande queda de energia de 2001, que começou com uma oscilação, o resto do Brasil teve o privilégio de deixar de sentir os campos magnéticos causados pela eletricidade circulando ao seu redor. Ou algo assim. Sei lá, de tanta experiência nesse ramo, eu “SINTO” a ausência de eletricidade.
Nunca gostei de dormir no escuro. E há algum tempo eu peguei uma mania, de dormir com LEDs de alto brilho, comprados na rua Santa Ifigênia, enfiados na parte de trás de controles remotos, é uma operação um tanto tosca, mas que faz os LEDs acenderem e iluminarem o ambiente relativamente bem. Preciso voltar com isso… O pior é que esses LEDs nunca me livraram dos apagões, sempre que eles ocorriam, eu não estava com os LEDs armados nos controles remotos… Ê limonada… (PS: Vejam o horário ingrato deste post, logo no dia em que eu tenho que levantar antes dos feirantes pra ir trabalhar…)

Anúncios

1 Response to “Klabin: um bairro sem Pânico”


  1. 1 Icarix Ace
    4 de junho de 2008 às 12:35 am

    Aliás, comento por curiosidade: Assisti partes do Pânico na TV desse domingo 01/06 (Jornal ao Contrário e Vesgo & Sílvio na corrida do queijo da Inglaterra 2008) e achei um programa melhor do que imaginava, só por essas duas partes – achei que iria me decepcionar com o programa, ainda bem que me enganei uns 80%!
    Agora a pergunta: porque estou escrevendo isto? É que a TV Brasília, aqui, deixou de transmitir a Rede TV em 2004, mudou de dono, passou a transmitir partes da Play TV, BandNews e Terra Nativa durante 4 anos ! Aí, o tal dono, Paulo Octávio, (o mesmo vice-governador daqui que tentou comprar a Manchete nos anos 1990) desistiu da retransmissora (com programas locais) e fez uma sociedade com os antigos donos (do Correio Braziliense), ou seja, retornou ao que era antes de 2004!
    Resultado, voltaram a transmitir a Rede TV nesse domingo (01/06)! Ou seja: fora alguns gatos-pingados da NET e SKY, essa é a PRIMEIRA vez qeu os brasilienses em geral tem a oportunidade de assistir o Pânico na TV!!! Isto é In-crí-vel! rsrsrs!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


VOCÊ CONHECE A FITA VHS “AS GAFES DA GLOBO EM 84”?

Conhece? Tem? Sabe quem tem? Já viu? Clique aqui.

Igor C. Barros Cartoons, o Blog

Feliz 2013! Este é o nosso blog secundário, porquê atendemos atualmente no Tumblr. Só que a compra do Tumblr pelo Yahoo! fez muita gente espontaneamente criar blogs da Wordpress. Seja como for, este blog está semi-de volta, só que diferente, despolitizado, mais maduro, mais velho, mais gordo, com menos cabelos, MAS com os mesmos sonhos:
"Fazer séries de desenho animado em grandes pólos produtores (EUA, Canadá, Japão, Filipinas, México) para que elas, com a máxima qualidade, possam também estar no Brasil, misturando-se às séries que vem do exterior, sem submeter-se aos ditames que regeriam o roteiro de um produto 100% nacional."
"Produzir músicas e/ou podcasts com qualidade equivalente a dos grandes estúdios para download ou streaming na Internet."

A Salt Cover? Desde 2010 ela é composta de mais pessoas além de mim, e atende em www.saltcover.com.br! Está sendo um tanto maltratada pelos nossos trabalhos na vida real, que sustentam o leitinho das crianças, mas está aí, e não morre quem peleia!

Crianças, que dia é hoje? 5:60!

junho 2008
D S T Q Q S S
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos Mort… digo, vivos (afinal, estamos na Wordpress)

As últimas do Twitter

Tá com dinheiro sobrando?

Sabe uma coisa que você pode fazer com ele? Doar para o Criança Esperança. Não é piada: pela Internet, você pode doar 24 horas e 365 dias por ano!!! E sem o Aragão te enchendo os pacovás! Duvida? Clique aqui!!

Este blog não é o seu genro, mas é bem visitado

  • 201,758 pessoas nos visitaram e filaram a bóia

ATENÇÃO À DATA DA POSTAGEM

Este blog tem textos escritos desde 2004, e muitos dos links deles ou até mesmo suas informações podem não ser mais válidas.
Eu sei que infelizmente você veio aqui justamente por causa disso, é o Gôógle que é sem noção mesmo. Aproveite que você está aqui, clique no banner lá em cima e veja os posts mais recentes!

Só pra constar, viu

Agora aqui na WP, na página Míusiqui, as músicas que embalaram uma geração, pra você e todo mundo cantar junto! Essas e muitas outras você só ouve na Rádio Salt Cover, mesmo porquê a rádio clandestina da sua quebrada tem um nome a zelar.
Em breve, confira também o nosso perfil no DeviantArt, onde você finalmente vai entender porquê este blog se chama Igor C. Barros Cartoons...

%d blogueiros gostam disto: