22
out
08

A batalha entre Sílvio Santos e José Celso Martinez Corrêa

Talvez você que acompanha os lances do teatro em São Paulo, nos Caderno 2 e Ilustrada da vida, já tenha ouvido falar desse assunto. O entorno do Teatro Oficina, na rua Jaceguai, estaria ‘ameaçado’ pelo Bela Vista Festival Center, um shopping center que seria construído nos terrenos ao lado e aos fundos, por ninguém menos do que o Grupo Silvio Santos, cuja sede, inclusive, está a alguns metros rua acima, e depois desta, tem ainda o Teatro Imprensa e provavelmente a sede do Banco Panamericano. Naquela ladeira é comum estarem ônibus – phuleiríssimos, diga-se de passagem – de turismo, que levam as “colegas de trabalho” aos programas de auditório do SBT, na Anhanguera.
[EDIT: A sede do Baú na Rua Jaceguai não existe mais… Está sendo desmontada desde o final de 2008. Desmontagem é um processo caríssimo e demorado, que é uma demolição cuidadosa e controlada de um prédio, andar por andar, como se fosse com uma casa. Para prédios, sai muito mais barata uma implosão, que eles não podem fazer possivelmente por causa do prédio de apartamentos vizinho ao Teatro Oficina. ]

Estou próximo ao epicentro dessa batalha. De lá, do teatro e do terreno do Sìlvio Santos, é possível ver alguns quilômetros à frente, o lugar onde eu trabalho, um prédio pintado em tons de terracota. E sempre que eu preciso estacionar nos fundos desse prédio, eu passo pelo Teatro Oficina. Acho que até já vi ZC andando pela região alguma vez.

Parece que o interior desse teatro é envidraçado, não sei porquê nunca estive dentro do Oficina, e isso seria fundamental para o teatro na concepção muito particular de Zé Celso. A construção do Bela Vista Festival Center poderia alterar isso de forma irremediável. O teatro, inclusive, seria um projeto de Lina Bo Bardi.
O assunto é parodiado na produção em cartaz atualmente no Oficina, “Os Bandidos”, onde dois gêmeos são separados pelas suas realidades: um é diretor de teatro, e o outro é diretor de uma corporação que está fazendo 50 anos…

Uma curiosidade, no entanto, é que a vizinhança não-dramaturga da região é a favor, sim, da construção do shopping center, demonstrando isso em um abaixo-assinado. A alegação é de que o empreendimento poderia desenvolver a área, que vem se degradando, como o entorno, em geral, da Avenida Brigadeiro Luiz Antônio.  Eu mesmo já morei na esquina dessa avenida com a rua 13 de maio, na frente do viaduto Armando Puglisi, presenciei essa degradação.  Aliás, por alipassaram o pessoal das Diretas Já, do Impeachment e  da Marcha para Jesus, além dos corredores da Sâo Silvestre. Essa história, infelizmente, não impede que o lugar seja “la cosa” que é atualmente… Tudo o que havia nos anos 80, os únicos highlanders da região foram a Embratel, que tem uma de suas sedes lá e a Casa do Bebê. O resto, tudo fechado, emparedado ou substituído por lojinhas de doces.
Voltando alguns quilômetros mais perto do centro, o mesmo acontece com vários prédios abandonados da região, invadidos pelo MSTU ou pela galera dos cortiços, mesmo. Prédios que, nos anos 70 e 80 eram comerciais, como os da Lojicred (cujo anúncio, “encardido”, resiste na parede do prédio) hoje são residenciais, e com roupas penduradas na janela…
[EDIT: Esse prédio e os dois vizinhos de cada lado foram demolidos em 2009. O terreno à disposição de Silvio Santos está ficando gigantesco…]

Mesmo assim, o pessoal do Oficina reagiu, à sua maneira, com o abaixo-assinado para construção do “AnhangaBaú da Feliz Cidade”, que seria exatamente o oposto do projeto do grupo Sílvio Santos: uma espécie de bulevar onde hoje é um estacionamento e o terreno baldio do SS, mais ou menos como o projeto de Luíza Erundina que transformou o Anhangabaú em um bulevar.

Sei lá até onde isso vai, ôee! E você, o que acha disso, ou não, sei lá?…
Na época em que nós nos mudamos da rua 13 de maio, em 1996, já se dizia que o “shopping center do Sílvio Santos” poderia valorizar a região, e olha que ele fica razoavelmente longe dali (1,3 km, segundo o Google Maps, um pouco mais perto fica o Shopping Paulista, a 800 metros, na mesma rua.)

A propósito: se eu tiver problemas pulmonares nos próximos anos, posso processar SS… Em 2004, estava eu, no banco do passageiro passando com o nosso carro  na esquina da Rua Jaceguai, quando naquele exato momento uma escavadeira demolia parte de uma das construções que haviam antes na esquina, entre elas uma sinagoga (demolida pela ausência de judeus na região atualmente), enfim, foi de lascar, o movimento foi preciso como em uma comédia de Blake Edwards, inundando o nosso carro de poeira justamente quando não podia. O vidro elétrico do meu lado estava quebrado, e totalmente aberto. Me lembrei imediatamente do lance dos bombeiros que socorreram pessoas no 11 de setembro e inalaram a poeira dos prédios derrubados/desabados/implodidos na ocasião.


2 Responses to “A batalha entre Sílvio Santos e José Celso Martinez Corrêa”


  1. 1 maciel
    25 de outubro de 2009 às 11:30 pm

    eu acho que o bairro da Bela Vista, perdeu uma grande chance de ser revitalizado, uma grande chance de novos investimentos, geração de empregos , infraestrutura , tudo por causa de uma teimosia alucinada , quem gosta de muros pichados eh maloqueiros, quem gosta de “pés descalços” dormindo nas calçadas , são intelectuais postados em seus confortavéis sofás observando e divagando pela janela , no momento em que o país , a cidade, se preparam para grandes modificações ,altos indiçes de modernidade o bairro da Bela Vista , ficara de fora seremos sempre sendo conhecidos pelo bairro dos curtiços, bebados e desocupados…….

    > Pois é. Por outro lado, o Silvio tá dando uma sorte danada. Pelo menos uns 4 prédios da rua paralela, mais pra baixo, que estavam totalmente abandonados já foram demolidos. Eu tô achando que esse shopping vai acabar saindo do papel mesmo. Até o próprio prédio do GSS na rua (com exceção dos do Banco Panamericano e Teatro Imprensa, depois da Rua Santo Amaro) está sendo demolido, sendo que demolir um prédio parede por parede, como se faria com uma casa, demora e custa caro. Enfim, pelo tamanho que o terreno demolido está ficando, Silvio, pessoa física que mais paga impostos no Brasil, como pessoa jurídica, vai pagar ainda mais… Obrigado pela audiência.

  2. 2 Marcio
    17 de novembro de 2009 às 12:02 am

    Estou torcendo para que esse shopping saia do papel, literalmente… Acho importante a alegação do teatro oficina, mas isso de boulevar não traria nenhum benefício apra região. pelo contrário, seria mais um campo aberto para delinquentes e usuários de drogas…
    O shopping trará outra realidade para o bairro e o povo daqui merece isso.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


VOCÊ CONHECE A FITA VHS “AS GAFES DA GLOBO EM 84”?

Conhece? Tem? Sabe quem tem? Já viu? Clique aqui.

Igor C. Barros Cartoons, o Blog

Feliz 2013! Este é o nosso blog secundário, porquê atendemos atualmente no Tumblr. Só que a compra do Tumblr pelo Yahoo! fez muita gente espontaneamente criar blogs da Wordpress. Seja como for, este blog está semi-de volta, só que diferente, despolitizado, mais maduro, mais velho, mais gordo, com menos cabelos, MAS com os mesmos sonhos:
"Fazer séries de desenho animado em grandes pólos produtores (EUA, Canadá, Japão, Filipinas, México) para que elas, com a máxima qualidade, possam também estar no Brasil, misturando-se às séries que vem do exterior, sem submeter-se aos ditames que regeriam o roteiro de um produto 100% nacional."
"Produzir músicas e/ou podcasts com qualidade equivalente a dos grandes estúdios para download ou streaming na Internet."

A Salt Cover? Desde 2010 ela é composta de mais pessoas além de mim, e atende em www.saltcover.com.br! Está sendo um tanto maltratada pelos nossos trabalhos na vida real, que sustentam o leitinho das crianças, mas está aí, e não morre quem peleia!

Crianças, que dia é hoje? 5:60!

outubro 2008
D S T Q Q S S
« set   nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos Mort… digo, vivos (afinal, estamos na Wordpress)

As últimas do Twitter

Tá com dinheiro sobrando?

Sabe uma coisa que você pode fazer com ele? Doar para o Criança Esperança. Não é piada: pela Internet, você pode doar 24 horas e 365 dias por ano!!! E sem o Aragão te enchendo os pacovás! Duvida? Clique aqui!!

Este blog não é o seu genro, mas é bem visitado

  • 190,788 pessoas nos visitaram e filaram a bóia

ATENÇÃO À DATA DA POSTAGEM

Este blog tem textos escritos desde 2004, e muitos dos links deles ou até mesmo suas informações podem não ser mais válidas.
Eu sei que infelizmente você veio aqui justamente por causa disso, é o Gôógle que é sem noção mesmo. Aproveite que você está aqui, clique no banner lá em cima e veja os posts mais recentes!

Só pra constar, viu

Agora aqui na WP, na página Míusiqui, as músicas que embalaram uma geração, pra você e todo mundo cantar junto! Essas e muitas outras você só ouve na Rádio Salt Cover, mesmo porquê a rádio clandestina da sua quebrada tem um nome a zelar.
Em breve, confira também o nosso perfil no DeviantArt, onde você finalmente vai entender porquê este blog se chama Igor C. Barros Cartoons...

%d blogueiros gostam disto: