20
dez
08

[2008] Fomos ao Chilango com o Polegar Vermelho! Veja o que rolou.

Atenção, São Paulo! Dia 12/12/2009 a nova edição desse evento.
Clique aqui para mais informações.

[E em SETEMBRO DE 2009, finalmente com fuetos. Se alguém quiser me dar um presente neste fim de ano, que tal um cabo USB-Mini USB?….]

Conhecem o Seu Madriga?...

Conhecem o Seu Madriga? O único senhorio que está se devendo 14 meses de pró-labore

Estive no evento do Fã-Clube Chespirito Brasil há incríveis 7 dias – pra vocês verem como estou trabalhando pesado neste final de ano. O evento aconteceu no Chilango, um fast food de comida mexicana e que, pra falar a verdade, na realidade, tá na cara que você não me esqueceeeeu… é o mesmo local do evento anterior, eles fizeram uma pequena mudança de nome. E pelo menos desta vez eu fui com orçamento reforçado e pude enfim curtir a culinária deles – queria ir com semelhante quantia no tal do O’Hurley’s, digo… As tortilhas, que não são apimentadas, eu fiz questão de repetir. Rolaram até churros.
O Fã-Clube trouxe seu estoque de produtos que venderam de forma sensacional, principalmente as camisetas “Tienda del Chavo” e os chapéus do Seu Madruga. E até itens extremamente inusitados como… Óculos do Chaves, direto do túnel do tempo!…  Comprei um chapéu do Seu Madruga, as camisetas provavelmente não serviriam em mim (já ouviram falar da Kauê? Pois é…)
Na verdade, desta vez o próprio Chilango se envolveu com o evento, fazendo propaganda inclusive no site deles. O que eu percebo é que essa casa já tem um público cativo, pela quantidade de pessoas que entram lá que eu notava que nâo pareciam ser ‘dos nossos’,  o que é bom para todas as partes.

Soldado Chespirito e Manfredini, em primeiro plano, apresentam o concurso de bilboquê de lata.

Soldado Chespirito e Manfredini, em primeiro plano, apresentam o concurso de bilboquê de lata.

Claro que não podia faltar o pessoal do Fã-Clube vestido de personagens CH, que marca presença também em eventos de anime . Só pra vocês saberem: Manfredini, o “Chaves”, chegou a ir vestido à carater, na Galeria do Rock distribuir flyers desse evento! Agora entendi porquê tinha um pessoal meio, digamos, hard rock por lá. (PS: Está aí uma boa idéia pra ampliar o público da Salt Cover e do Zicky Zira, produzir uma faixa um pouco mais ‘heavy’. Quem sabe? Segue, ténica, segue.)
O evento teve muito mais público do que da outra vez, mesmo já à noite, quando fui embora. Podemos considerar, então, a success, sei lá.

A imprensa (da outra vez estiveram AllTV e SBT) desta vez não apareceu. Em compensação, uma emissora virtual à lá Salt Cover esteve lá, com direito até a entrevistas, a “Acervo MiCHel”, com direito a flag de microfone. Ah, se eu tivesse uma câmera de vídeo – não máquina fotográfica, hein?? – hoje em dia, nem que fosse aquela da Samsung… As que eu já tive estão com o Pai Celestial.)

“É O RACHA CUUUCAA!!”

Gustavo Berriel (Nhonho e atual Michael Knight) e Silton Cardoso (Godines)

Gustavo Berriel (Nhonho e atual Michael Knight) e Silton Cardoso (Godines)

E chegam os dubladores, com, quem diria, destaque total para um secundário: Silton Cardoso. Já a primeira surpresa é que aquela voz rouca que ele fazia para Horácio Bolaños e Godines não é a sua natural. Ainda bem… Silton chegou a ser imitado por Alexandre Marconatto (Armando de Betty a Feia colombiana, o cara tem voz de locutor de FM) na dublagem dos DVDs da Amazonas Filmes. Silton ficou 5 anos (caramba, achei que eram mais) afastado da dublagem, e está de volta ao meio, podendo ser ouvido na novela Sonhos & Caramelos (CNT). Além de Horácio Bolaños e um papel indefinido em “Raccoons”, que parece que só eu vi, Silton também foi um dos dubladores de Barney Rubble (Flintstones) – acho que nos episódios mais antigos, possivelmente. Uma curiosidade também é que, quem dublou os assovios de Godines foi… Osmiro Campos (Professor Girafales)! Como a dublagem já era multipista, isso foi possível, e como o Rubén Aguirre chorava simultaneamente ao assovio, não dava pra deixar no original. Apesar de uma certa timidez, Silton disse algumas das frases mais lembradas pelos fãs, como “Seu Madruga, já posso respirar?…” e “Ao ar livre, ou em quadra?…” (em resposta a uma pergunta sem pé nem cabeça feita pelo Seu Madruga quando este virou “professor” por alguns minutos).
Cecília Lemes (Chiquinha) respondeu uma questão interessante levantada por um fã: Kiko chegou a ter um disco gravado por Nelson Machado, e Maria Antonieta de las Nieves tem 9 álbuns lançados no exterior, como a Chiquinha. E aí, será que ela toparia algum projeto semelhante, possívelmente tocado pela própria Maria Antonieta? Sim, ela responde. Why not? Se até a Professora Helena de Carrossel teve disco aqui no Brasil…

Carlos Seidl (Seu Madruga) e Cecília Lemes (Chiquinha)

Carlos Seidl (Seu Madruga) e Cecília Lemes (Chiquinha)

Carlos Seidl, praticamente encarnando o personagem de Ramón Valdés.

Carlos Seidl, praticamente encarnando o personagem de Ramón Valdés.

Carlos Seidl impressiona por estar praticamente “à caráter”, usando camisetas do Fã-Clube e chapéu. Parecia o próprio. Só faltava ele ser carregado em triunfo, como no FBV I…
E a novidade no evento é possivelmente o dublador mais próximo de nós, aqui, Gustavo Berriel, ator e fã de Chaves antes mesmo de se tornar dublador. A propósito, ele já está dublando seu primeiro trabalho sem relação com as séries CH! [UPDATE: Trata-se do protagonista, Michael Knight, em Super Máquina, que está sendo exibida na Record.] E ele também deu ‘a little straw‘ de Jaiminho e Seu Barriga, personagens que acabaram sendo assumidos por ele (te cuida, Március Simões – dublador da HR especializado em dublar caras que imitam todo mundo, como Robin Williams).

Uma apoteose CH: fãs dançam a parte da escada de "Que bonita a sua roupa"

Uma apoteose CH: fãs dançam a parte da escada de "Que bonita a sua roupa"

No final do evento, uma apoteose CH. Com o lugar praticamente vazio, já só com o pessoal do Fã-Clube e do FUCH, mais o Gustavo Berriel, refizeram a cena da escada do musical “Que bonita a sua roupa” (Que Bonita Vencidad)!
Eu tremi nas bases: sempre que eu precisava subir naquela escada de madeira que leva ao segundo andar do Chilango, eu reforçava as minhas convicções metafísico-religiosas… Mas “the Son of Man” me ouviu e a escada aguentou o tranco. Afinal, eu não estava pulando lá, claro… O mais incrível é que tinha gente lá que sabia exatamente os gestos que aconteciam no original, como Ramón Valdés errando o compasso e deixando por isso mesmo. Rapaz, se juntasse a galera, dava até pra fazer um “Miclone” – alguém lembra desse quadro do programa  Descontrole? Pois é, o chato é que este seria extremamente combatido, pois juntaria elementos da MTV e da Televisa, duas figadais¹ inimigas do YouTube (sandálias pra vocês), então se alguém quiser fazer,  vai de 4Shared mesmo!

Chaves não quis falar com a nossa reportagem.

Chaves não quis falar com a nossa reportagem.

Enfim, dando uma bisoiada nos comentários do FUCH a respeito, parece que a galera gostou, mesmo alguns tendo que matar a fome com… Coca-cola.
Uma curiosidade: Um funcionário do Chilango phaturou um box de DVDs da Amazonas, o cara conseguiu acertar o bilboquê de latinha do Chaves! Aêe!

Chaves, como é mexicano, em vez de samba no pé, tem vassoura, e também isso foi imitado pelos fãs.

Chaves, como é mexicano, em vez de samba no pé, tem vassoura, e também isso foi imitado pelos fãs.

Mas uma das coisas que eu, pessoalmente, achei mais legais foram os episódios exibidos durante o evento. O pessoal deu prioridade a cancelados e inéditos no Brasil, e o final da saga da Branca de Neve e começo da saga do Estúdio de Cinema (ambos não são exibidos pelo SBT) são muito melhores do que eu imaginava, gostei mesmo no original. Parabéns à você, Chespirito (só dá uma passada aqui no Brasil, a Nicarágua tem guerra civil!). E valeu a todos do FUCH e do Fã-Clube que estiveram lá. E até o próximo evento em restaurantes, ou até o próximo Festival da Boa Vizinhança – te cuida, Yamato!

_________
¹ É assim mesmo que se escreve!!

Anúncios

5 Responses to “[2008] Fomos ao Chilango com o Polegar Vermelho! Veja o que rolou.”


  1. 20 de dezembro de 2008 às 8:18 pm

    dessa vez não pude ir, mas pelos relatos aqui e no blog do berriel, o negócio foi legal.
    legal ver o silton em plena forma!

  2. 24 de dezembro de 2008 às 6:27 pm

    Igor, o Youtube retirou do ar a conta do MofoTV, deixando a seguinte mensagem:

    ” É vedado pela Lei de Propriedade Intelectual o uso comercial dos arquivos contidos neste canal ”

    Gostaria de saber qual é a sua opinião sobre o assunto

    > Não entendi! Como assim, uso comercial? Por acaso ele estava vendendo os vídeos gravados por ele? Colocar coisas no YT é “uso comercial”? Estou falando, gente, site de vídeo é o Rapidshare!…
    Acabei de ver o que o Hamilton escreveu no “Assim Caminha a Humanidade”, de que ele poderia ter ‘reincidido’ em alguma, digamos, ousadia. Só não sei o que seria isso, exatamente. Ou pode ter acontecido logo de cara, sei lá. Força, José Marques Neto!

  3. 26 de dezembro de 2008 às 9:56 pm

    Nós do restaurante CHILANGO também gostamos bastante do evento. Fico feliz tbm em saber que repetiu os burritos e comeu o churros da Dona Florinda. Parabéns pelo blog! Ano que vem tem mais!!

    > Poootz! Não acredito que vocês passaram por aqui… Muito obrigado pela audiência!

  4. 28 de dezembro de 2008 às 8:01 am

    Igor, sobre o seu comentário sobre o comentário do Luan sobre seu post:

    O Neto foi denunciado uma vez por um vídeo, assim como você foi. O YouTube apaga esse vídeo. Se você for denunciado de novo, a conta inteira é apagada.

    A questão do uso comercial e tudo mais, na verdade o Luan se enganou. Esse texto o próprio Neto colocou no canal dele, meio que “para inglês ver”.

  5. 1 de dezembro de 2009 às 6:49 pm

    Infelizmente, este post, que versava sobre um evento feliz, acabou revelando uma infelicidade que nos acometeu em plena manhã de 24 de dezembro de 2008, o lance da MofoTV – homenageada em um dos vídeos da Salt Cover, com um encerramento igual ao deles.

    Só pra encerrar essa história, se você leu e ficou curioso, José Marques Neto voltou ao YT em 2009, em 4 contas diferentes, e quando recebe reclamações de gravadoras – por incrível que pareça, tem coisas que são O FINO DO TRASH e eles ainda tem a pachorra de reclamar (por isso que eu falo, CDs só dos artistas que encontro pessoalmente) – ele protesta de um jeito diferente: colocando o vídeo ao contrário… E ainda, algumas cenas ele se vê obrigado a postar em sites alternativos, por terem detalhes um tanto ousados demais, sei lá.
    Enfim, é uma briga feia, mas Marques Neto, ao contrário de mim, parece disposto a lutar. Vamos, não desista, lute, José Marques Neto.
    Quanto a mim, se você AINNNDAA não sabe ou não leu (escrevi até no Blogger), se algum dia eu voltar, vou pôr os vídeos no 4Shared, Mediafire e, aos moldes antigos, no Videolog – a Dailymotion está meio balançando.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


VOCÊ CONHECE A FITA VHS “AS GAFES DA GLOBO EM 84”?

Conhece? Tem? Sabe quem tem? Já viu? Clique aqui.

Igor C. Barros Cartoons, o Blog

Feliz 2013! Este é o nosso blog secundário, porquê atendemos atualmente no Tumblr. Só que a compra do Tumblr pelo Yahoo! fez muita gente espontaneamente criar blogs da Wordpress. Seja como for, este blog está semi-de volta, só que diferente, despolitizado, mais maduro, mais velho, mais gordo, com menos cabelos, MAS com os mesmos sonhos:
"Fazer séries de desenho animado em grandes pólos produtores (EUA, Canadá, Japão, Filipinas, México) para que elas, com a máxima qualidade, possam também estar no Brasil, misturando-se às séries que vem do exterior, sem submeter-se aos ditames que regeriam o roteiro de um produto 100% nacional."
"Produzir músicas e/ou podcasts com qualidade equivalente a dos grandes estúdios para download ou streaming na Internet."

A Salt Cover? Desde 2010 ela é composta de mais pessoas além de mim, e atende em www.saltcover.com.br! Está sendo um tanto maltratada pelos nossos trabalhos na vida real, que sustentam o leitinho das crianças, mas está aí, e não morre quem peleia!

Crianças, que dia é hoje? 5:60!

dezembro 2008
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos Mort… digo, vivos (afinal, estamos na Wordpress)

As últimas do Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Tá com dinheiro sobrando?

Sabe uma coisa que você pode fazer com ele? Doar para o Criança Esperança. Não é piada: pela Internet, você pode doar 24 horas e 365 dias por ano!!! E sem o Aragão te enchendo os pacovás! Duvida? Clique aqui!!

Este blog não é o seu genro, mas é bem visitado

  • 198,099 pessoas nos visitaram e filaram a bóia

ATENÇÃO À DATA DA POSTAGEM

Este blog tem textos escritos desde 2004, e muitos dos links deles ou até mesmo suas informações podem não ser mais válidas.
Eu sei que infelizmente você veio aqui justamente por causa disso, é o Gôógle que é sem noção mesmo. Aproveite que você está aqui, clique no banner lá em cima e veja os posts mais recentes!

Só pra constar, viu

Agora aqui na WP, na página Míusiqui, as músicas que embalaram uma geração, pra você e todo mundo cantar junto! Essas e muitas outras você só ouve na Rádio Salt Cover, mesmo porquê a rádio clandestina da sua quebrada tem um nome a zelar.
Em breve, confira também o nosso perfil no DeviantArt, onde você finalmente vai entender porquê este blog se chama Igor C. Barros Cartoons...

%d blogueiros gostam disto: