04
jun
09

Será que aconteceu um milagre em 1996?

Este post é repleto de números, se você manja de economia, indicadores econômicos, porcentagem de impostos e coisas que tais, além de instrumentos musicais, continue lendo…

Não sei se eu já disse aqui. Eu tenho uma workstation Roland XP-80, que eu adquiri em 1996 – quando quase ninguém tinha esse produto, que estava sendo lançado. Posteriormente, esse seria o teclado de cima do Caçulinha, no Domingão do Faustão.
O XP-80 tem como característica maior fazer música de alta qualidade, não importa o estilo. Talvez muitos artistas menos famosos tenham produzido seus CDs com um desses. Poderia até ter sido o meu caso, mas a minha relação com a indústria pho(r)nográphica é meio tumultuada, desde quando só haviam LPs por aí, é uma longa história.

E para quem trocou um simples Yamaha PSR-600 (safra 1992, que não conseguia dar mais de 22 Khz no áudio) por isso, o XP-80 foi um oceano que naveguei durante praticamente 10 anos, até ser finalmente substituído pelo software Reason em 2006. As primeiras músicas que coloquei na Internet através do antigo blog ainda eram feitas no XP-80.

Desde essa época o XP-80 começou a ter muitos problemas com as teclas musicais, por mais que eu tente forçar a barra e usá-lo, é como tentar escrever em uma máquina de escrever com uma letra a menos. E queria substituí-lo por outro teclado ou até mesmo controlador à sua altura, pra controlar o Reason. Mas não dá mais…
[Até meio que me arrependo de ter vendido o antecessor do PSR-600 que eu tinha antes, o Casio CT-680, cujo único problema era a mera falta de inspiração minha e ter teclas sem velocidade – porquê ele seria um belíssimo controlador MIDI, tinha até pitch bend, que muitos teclados CAROS de hoje não têm! Mas na época em que eu usei esse teclado, o Reason nem sonhava em existir.]

E é aqui que entram os números.

Me lembro claramente que paguei por ele 3800 reais. À vista! E na Gang Music, loja tida como “tio patinhas” (mas fui muito bem atendido!). Estava passando por uma fase excepcional da minha vida.
Hoje em dia, sintetizadores equivalentes saem por, no mínimo, quase querendo levar os caras à falência, à um passo da extorsão armada, 8000 reais.
Isso quando os produtos não atingem preços equivalentes aos de automóveis, como a workstation Korg Oasys-88 (de 88 teclas, exatamente como um piano), que custa o mesmo que um carro Volkswagen Jetta Variant zero km com alguns opcionais, digamos que Chiquinho Scarpa acharia caro. O preço é bem sugestivo, em homenagem ao nome do produto, uns 88 mil reais. Quase 1000 por tecla.

E controladores Midi? Parecidos com o XP-80, que tinha 76 teclas, cerca de 2500 , 3000 reais – isso quando eles estão disponíveis, esses controladores da Kurzweil vivem esgotando nas poucas lojas que se arriscam a dizer o preço dessas coisas.

Por 3800 reais hoje em dia eu só compro os teclado top de linha da Casio, chamado de “teclado profissional”, que provavelmente só é usado em algumas churrascarias, igrejas neopentecostais e olhe lá (as outras denominações preferem órgãos, mesmo…). Parece bom, mas tem características inferiores às do XP-80, como 32 notas de polifonia, contra as 64 do sintetizador da Roland (e 128 do Korg Oasys).
Em muitas lojas, por menos de 1000, só controladores de 1 oitava e meia, da largura do teclado do seu computador… e por três dígitos, apenas alguns verdadeiros acintes, como os produtos Medeli e Fenix (encontrados no Submarino), que chegam a ser anacrônicos com suas capacidades extremamente limitadas, estando à um degrau acima de brinquedos (tá, foi só eu pesquisar que eu achei no Submarino um Fenix com pitch bend e modulation, mas esse era mais de 2 mil, estou falando dos teclados de preço acessível dessas marcas.)
Esses teclados da Medeli e Fenix tem polifonia de 8 notas. Uma especificação que parece mais de um sintetizador dos anos 70, daqueles feitos para tocar junto com uma banda de verdade, não sozinhos.

Enfim. O que aconteceu? Será que o real estava tão valorizado em 1996? Porquê esses produtos, de repente, ficaram tão estratosféricamente inacessíveis, ainda mais pra mim que recebo meros 2,2 salários mínimos?…
Ô Luiz Inácio, me responde, meu querido… “Nunca antes na história deste país, os instrumentos de teclas foram tão caros!”
Por essas e outras que começo a sonhar com uns vintages por aí, como o Yamaha DX7, Korg 01/W e Korg M1, que pelo menos tem interface MIDI. (Os três modelos são profissionais, mas mais antigos do que o CT-680.)

[E, pior, será que por minha culpa, alguns cantores populares de forró do tipo “Fulaninho e seus teclados” de repente no próximo show serão chamados de preibóis pelo seu público?…………….]


12 Responses to “Será que aconteceu um milagre em 1996?”


  1. 1 Bianka Araujo
    8 de junho de 2009 às 12:33 am

    Pelo amor de Deus, quero muito aprender a tocar teclado…mas parece que tudo que quero é o mais distante!!!
    Concordo que o preço das workstations hoje em dia está um absurdo. O preço do teclado Casio citado no post até que é justo mas serve apenas para quem quer ritmos prontos.
    O Roland XP-80 pelo que falam é um excelente teclado;a Roland bem que poderia ressucitar. Na cotacão de usados XP-80 pedem de 3800 a 4000 em média (na minha opinião)…
    R.I.P. XP-80!!!
    Abraços
    ;D
    Bianka

  2. 6 de dezembro de 2009 às 9:21 pm

    eu tenho um Yamaha PSR-210(ganhei em 2007) e…tem uma oitava quebrada.das 5,só consigo usar 4,por isso estou atrás de outro [i]keyboard[/i]mas com esses preços,nem f****** consigo comprar um…nem um medeli ou fenix novo,vou ter que partir pros casio.USADOS.
    queria eu já ter 14 anos em 1996…provavelmente teria um teclado “du bão” hoje.rsrsrs.

    abraço

    • 7 de dezembro de 2009 às 9:49 pm

      Putz, uma oitava quebrada? Aí coincide com o que eu tenho que usar hoje: um controlador Axiom de 46 teclas, que não é meu. E eu sinto MUITO a diferença, principalmente ao simular piano.

      • 7 de dezembro de 2009 às 10:07 pm

        e o pior é que os sons de bateria e instrumentos são fraquíssimos! já “saboreei”melhores teclados no estúdio onde gravei minhas músicas,nem pareciam instrumentos programados.
        pelo menos nesse natal terei a chance de conseguir um teclado melhorzinho.até lá…JamStudio!!
        abraços.

  3. 5 Bianka Araujo
    8 de dezembro de 2009 às 10:01 pm

    To aprendendo muito com o que vocês postam!!!
    Mas me pergunto…quanto custa o Mini Korg?
    Meses atrás, vi em um site de vendas da INGLATERRA que custava umas 500 libras esterlinas. Mas não me lembro se tinha o microfone do vocoder incluido…

    Infelizmente temos de fazer isso…de partir pros usados. Mas encontrar usados em bom estado (e bom preço) é outros 500.

    Esse PSR…vi nun forum de musica que custa em media 200, 300 reais usado. Parece que serve só pra brecha mesmo.

    Allan, entendo-te. Que bom que vai ter um teclado melhor (inveja!!!) pretende ter qual?

    Abraços
    Bianka
    ;D

    • 8 de dezembro de 2009 às 10:37 pm

      nada muuuuuuuuito melhor,mas acho que um PSR B20,160 ou 510(usados,não se fabricam mais).ou então,compro uma porrada de casios,rsrsrsrsrs!
      não sei direito,só quando chegar o dia.eu gravei com o coordenador do colégio,e um dos teclados que a gente usou tá por 500 reais.só não sei o nome.
      qualquer dia me livro dessa carcaça que eu tenho,que só tá servindo direito pra compor.
      abraços

  4. 7 Bianka Araujo
    9 de dezembro de 2009 às 4:03 pm

    Porrada de Casios é ótima!!!
    É verdade, tenho um Casio suuuper vitrola da minha avó…mais brinquedo que teclado. E ainda não quebrou uma tecla!!!
    Pra mim serve só pra estudar e inventar batidas…mas não tenho que reclamar.

    Tomara que dê tudo certo para ti Allan
    Abraços agin…

    • 9 de dezembro de 2009 às 8:47 pm

      ah,pra aprender a tocar com um teclado razoável e não muito caro,você pode tentar aqueles flexíveis que funcionam a pilha,eles tem 100 timbres e custam uns 50 reais em média.
      valeria mais a pena se pudesse ligar em tomada,porque ele precisa de 3 pilhas AA.
      abraços

  5. 9 Bianka Araujo
    10 de dezembro de 2009 às 8:04 pm

    Esse Casio que tenho é justamente ligado na tomada.
    Esses teclados flexiveis são daqueles que enrolam?

    Obrigada pela dica =D

  6. 11 Bianka Araujo
    12 de dezembro de 2009 às 11:40 am

    Nossa, tinha visto um em oferta num Free Shop. Mas não me lembro muito…lembra de algum?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


VOCÊ CONHECE A FITA VHS “AS GAFES DA GLOBO EM 84”?

Conhece? Tem? Sabe quem tem? Já viu? Clique aqui.

Igor C. Barros Cartoons, o Blog

Feliz 2013! Este é o nosso blog secundário, porquê atendemos atualmente no Tumblr. Só que a compra do Tumblr pelo Yahoo! fez muita gente espontaneamente criar blogs da Wordpress. Seja como for, este blog está semi-de volta, só que diferente, despolitizado, mais maduro, mais velho, mais gordo, com menos cabelos, MAS com os mesmos sonhos:
"Fazer séries de desenho animado em grandes pólos produtores (EUA, Canadá, Japão, Filipinas, México) para que elas, com a máxima qualidade, possam também estar no Brasil, misturando-se às séries que vem do exterior, sem submeter-se aos ditames que regeriam o roteiro de um produto 100% nacional."
"Produzir músicas e/ou podcasts com qualidade equivalente a dos grandes estúdios para download ou streaming na Internet."

A Salt Cover? Desde 2010 ela é composta de mais pessoas além de mim, e atende em www.saltcover.com.br! Está sendo um tanto maltratada pelos nossos trabalhos na vida real, que sustentam o leitinho das crianças, mas está aí, e não morre quem peleia!

Crianças, que dia é hoje? 5:60!

junho 2009
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos Mort… digo, vivos (afinal, estamos na Wordpress)

As últimas do Twitter

Tá com dinheiro sobrando?

Sabe uma coisa que você pode fazer com ele? Doar para o Criança Esperança. Não é piada: pela Internet, você pode doar 24 horas e 365 dias por ano!!! E sem o Aragão te enchendo os pacovás! Duvida? Clique aqui!!

Este blog não é o seu genro, mas é bem visitado

  • 190,788 pessoas nos visitaram e filaram a bóia

ATENÇÃO À DATA DA POSTAGEM

Este blog tem textos escritos desde 2004, e muitos dos links deles ou até mesmo suas informações podem não ser mais válidas.
Eu sei que infelizmente você veio aqui justamente por causa disso, é o Gôógle que é sem noção mesmo. Aproveite que você está aqui, clique no banner lá em cima e veja os posts mais recentes!

Só pra constar, viu

Agora aqui na WP, na página Míusiqui, as músicas que embalaram uma geração, pra você e todo mundo cantar junto! Essas e muitas outras você só ouve na Rádio Salt Cover, mesmo porquê a rádio clandestina da sua quebrada tem um nome a zelar.
Em breve, confira também o nosso perfil no DeviantArt, onde você finalmente vai entender porquê este blog se chama Igor C. Barros Cartoons...

%d blogueiros gostam disto: