Archive for the 'gente que phaz' Category

03
mar
10

TV “Vai Aqui Mesmo”: Isso vai dar certo? E a Ivete Sangalo, que não tem nada a ver com isso.

Blog Teleséries do UOL: “NBC trabalha na adaptação de filmes para seriados

A NBC está pretendendo adaptar alguns filmes de uma produtora chamad Working Title. Muitos deles são comédias românticas e só´uns QUATRO deles foram estrelados por Hugh Grant. Entre eles um dos raros philmes que eu assisti no cinema na minha vida, Quatro Casamentos e um Funeral .
Um outro filme que a NBC queria que virasse série é O Diário de Briget Jones, com Renée Zelwegger. Na produção original, a atriz teve que engordar pra fazer a personagem, e para ela isso foi muito sofrido, acreditem! Resultado, para fazer a continuação desse filme ela cobrou uma grana preta. Se o cinema deu toda essa trabalheira, imagino que a resposta dela para fazer uma série baseada nesse philme, em português, terminaria em “ão”. Enfim, e por aí vai.
Tem mais, os próprios roteiros dos filmes não deixam muita margem a continuações. A menos que vire tudo “prequel” – e aí, dá-lhe mais dejá vu – Smalville, por exemplo, não é prequel dos filmes do Superman?… É capaz de que They’re Selling a Bride Veil dê mais audiência se passar na Fox ou na ABC (rerere).
Rapaz, e eu às vezes falando que SBT, Record e RedeTV! às vezes dão tirambaços no pé. Aprendam com a NBC, que usa um canhão para tanto… Segundo diz um comentário, o presidente atual da NBC se chama Jerry Zucker. Rapaz, espero que não seja aquele mesmo que escrevia philmes junto com Jim Abrahams e David Zucker, e uns dois deles tratando de aviões que corriam o risco de cair, mais ou menos como a Rede do Pavão.

E para quem dizia que a produção audiovisual no Brasil é muito concentrada no eixo Rio-São Paulo, uma notícia interessante. No segundo semestre, começa a ser produzido Ivete Stellar e a Pedra da Luz, animação em 3D protagonizada por Ivete Sangalo (mesmo, não é a “Turma da Ivetinha”, esse é outro projeto), que vai estrear em 2012.
O curioso é que eventuais animadores aprovados para a produção deverão morar por 2 anos em Salvador. A produtora dessa animação, é diretamente ligada à Ivete, a Cacomotion. Algo meio na contramão das produtoras de animação ao redor do mundo, mas tudo bem, é assim que começa… Como diria o pessoal do Casseta & Planeta, pelo visto esse filme vai ser o maior sucesso do mundo. “Do mundo só não, da Bahia!…” Ouça agora na voz de Ivete, digo, direto do site da Caco de Telha Produções, meu rei!

17
out
09

Meninos, eu tinha visto…

Em 1987 eu estive, por um desses acasos da vida, no SESC Pompeia, quando este ainda tinha acento. Era uma excursão de filhos de funcionários da Telesp. Não era uma ocasião fácil para mim por conta de eu não conhecer absolutamente ninguém ali. Mas ao contrário da galera do colégio, o pessoal até que foi gente fina.
E no SESC estavam em exposição os Parangolés de Hélio Oiticica. Vi aquilo e… achei engraçado (um degrau acima de não entender nada). Era parangolé isso, parangolé aquilo, sei lá, parecia papo daqueles livros infantis desses bem criativos que se fazem aqui no Brasil. Eles ficavam pendurados, eu achava que eram móbiles, sei lá. Era meio que um percurso, que terminava com um espelho escrito Parangolés de Cabeça.
Só fui entender o que era aquilo – e principalmente, a importância daquilo – já nos anos 90, assistindo a uma série da TV Cultura (e conphesso que assisti porquê me mandaram gravar a série em VHS…) Quer dizer, entender, eu acho que não entendi ainda. Estamos no terreno das artes plásticas…
E inphelismente, aquilo que eu vi já não está mais entre nós, entre diversas outras obras de Hélio Oiticica que se fueran ontem, em um incêndio no Rio de Janeiro. Sou um zero à esquerda em matéria de artes plásticas, mas esse artista havia me chamado a atenção, pouco depois, quando li uma “Ilustrada” da velha guarda, toda em fonte Gill Sans, falando sobre o artista, e mostrando algumas fotos da série Cosmococa, outro trabalho dele que tinha a ver com Coca-Cola, cocaína, sei lá.
Curiosamente, o jornal trazia reproduções de algumas frases escritas pelo artista em um ‘dialeto’ muito estranho para a época. É que era a frente de seu tempo! Entre outras coisas, ele já abreviava “que” como q, uns 20 anos antes de surgir o MSN… É mole?
Artes plásticas: muito de vez em quando, a gente vê por aqui.

[EDIT: As perdas no acervo do artista foram menores do que se esperava, tanto as coisas que não foram atingidas pelo incêndio, quanto peças que estavam fora daquele lugar. Dois parangolés, por exemplo, estavam na Bélgica.]

26
set
09

Hôrhe Kachurú: e dá-lhe paella

Jorge Kajuru vai fazer o que eu gostaria de ter feito mais de uma vez na minha vida: sair do Brasil! Ele vai passar a morar na Espanha. (Ê, Espanha, terra da sempre querida BRB). No entanto, isso não significa o fim de quaisquer de suas atividades jornalísticas. Vai continuar existindo o programa dele no SBT e o site TV Kajuru, que serão feitos a partir da Espanha e até mesmo de forma volante, a partir de diversas capitais europeias (Dica procê, JK: toma cuidado com Paris) e até mesmo de casas de amigos dele que moram por lá. E como ele se manterá informado do esporte brasileiro? Através de seus amigos e de la Internet véia de guerra. Bem, buena suerte, Kajuru, que sejas pheliz.

Entra na minha casaaaaaaaaa

Ah, outra coisa. Outro dia eu estava no supermercadinho que eu vou durante o serviço, e aí o som começou a tocar a versão pagode daquela música que começa assim: “Como Zaqueu, quero subir…” E não é que eu pego umas 4 pessoas cantando junto?! Algo que não é comum naquele ambiente supermercadal. Como já dizia o Tunico: Suuuuuuucesso! Se bem que pra ser sucesso MESMO tem que ser gravada por Richard Clayderman e parodiada por Weird Al Yankovic, não necessariamente nesta ordem…

17
ago
09

Jamaica a mil por hora

Esporte é o assunto mais raro de todos neste blog, acho que já falei de religião mais vezes… Mas, para mim, para quem corrida sempre foi sinônimo de dor e de sofrimento, quando não de uso de medicamentos em aerossol (não o Gelol, o Berotec mesmo), não posso ficar indipherente a este acontecimento.
O corredor jamaicano Usain Bolt quebrou o recorde mundial dos 100 metros rasos, baixando-o para 9s58. Quebrando não só o próprio recorde, de mais de 10 décimos a mais, mas fazendo um tempo dificílimo de ser batido por atletas profissionais. Eu sabia, pelas manchetes de sites ontem, que o recorde foi quebrado, mas não tanto assim!
Os primeiros corredores dos Jogos Olímpicos, no final do século XIX, faziam 12 segundos em média. O tempo foi baixando para cerca de 10 segundos, e desde os anos 90, está em cerca de nove (descontada a ‘tentativa’ de Ben 10 Johnson). E o mais incrível é que Bolt jura que não deu tudo de si nos 9s58, ele acha que poderia correr na casa dos 9s40… É mole? Te cuida, Sonic the Hedgehog! E vam’ qui vamo!*nuvens de fumaça* Ligaláááizêê…

17
abr
09

Eu falei que esse negócio de ficar fazendo vinhetas ainda iria servir pra alguma coisa

Há algumas semanas, foi uma tarde de muito trabalho e conversas indo e voltando via E-Mail, mas o negócio é o seguinte.
No trailer do filme nacional A Mulher Invisível, featuring Selton Mello e Luana Piovani, da Globo Filmes e Conspiração Filmes, aparecem vinhetas de diversas produtoras.
Pués bien. A vinheta em que aparece YB Music foi feita em nossos quartos estúdios. A bem da verdade não acontece quase nada, mas o degradê combinado com relevo, mais um “blur” atrás em verde (que fiz de propósito, sei como saem essas cores saturadas em película, fica animal o negócio, e me baseei em uma animação em flash no site deles) agradaram ao pessoal da gravadora, na qual trabalha um dos meus superiores.
A vinheta era composta um número determinado de TGAs, em uma resolução altíssima (mais de 1 megapixel, pra você ter uma idéia, a maioria das vinhetas da Salt Cover são em 320×240) que foram montados no formato de película pelo pessoal da Conspiração.
Até então a gravadora não possuía esse tipo de material, que será usado também em DVDs deles. Bacana, né? Então, já sabe, se você vir um CD do Trio Mocotó, Nação Zumbi, Frank Jorge ou Curumin, como diz Ciro Bottini, copre, copre, copre!! Sipson, música para grandes discos!Eu falei que ainda iria ter um post que prestasse por aqui… Ah, e assista A Mulher Invisível, é daqui, é de casa, é cinema nacional! Belê??
(Rapaz, como o mundo dá voltas… e tem ainda mais uma outra produção com Luana Piovani que eu vou falar, e bem, por estas bandas, aguardem.)

[EDIT: A outra produção era o desenho animado Procura-me, mas passaram-se vários meses, estou trabalhando pra caramba e vou precisar pesquisar um pouquinho mais se eu quiser falar sobre essa produção. Luana Piovani dubla uma das personagens.]

19
fev
09

With dust

Começando com a trilha sonora: Tablatura, atenção: D-E-E… D-E-E… D-E-E…
Não costumo falar de videósgames, esse assunto é muito melhor coberto pelo pessoal desse blog aqui. Mas o UóÓóÒL nos informa que a produtora brasileira Donsoft Entertainment acaba de lançar, após 6 anos de desenvolvimento, o game Capoeira Legends – Path to Freedom. A ação se situa em 1828, e o protagonista, Gunga, defende-se de fazendeiros e escravocratas com golpes de la capöeira, essa arte marcial afro-brasileira. Rapaz, game diferente está aí. Uma espécie de “Wolfenstein” brazuca, só que em 3D e sem armas de fogo. E talvez nem precise. DIZEM que alguns dos golpes de capoeira são… hã… mortais. Por via das dúvidas, a menos que você seja lutador de sumô com experiências em luta livre e saiba soltar haduken, é melhor não arriscar…
E os caras pesquisaram bem, já que gunga é o nome do berimbau de som mais grave, segundo a Wikipédia.

O game, para PCs Farias, custa R$ 29,90 – preço bem razoável, e será vendid no site da Donsoft (link atualizado). E estão previstas sequências de Capoeira Legends [em outubro de 2009 elas já estão sendo anunciadas.]
Outros games da Donsoft vão seguir essa linha de cultura brasileira. Vamos ver que outras idéias poderão sair daí. (Que tal Seguuuura Peão? Sacaneei…)
A capoeira já havia aparecido em games antes disso, com o personagem Eddy Gordo, da série Tekken, mas, ao contrário de Gunga, este não luta exatamente capoeira. Os mestres torciam o nariz como, por exemplo, já que é para ser brasileiro, um dos caipiras de “A Marvada Carne”, que espirrava e o chapéu voava, lembrou?…

E veja em Igor C. Barros Cartoons: dois novos fanarts da Rosalyn, no traço de Anderson Quespaner! Desperta, Brasil, a Rosalyn vem aíl!

[EDIT: Curiosamente, um post campeão de audiência, mesmo com esse título meio enigmático! E uma novidade, é a Donsoft que está por trás do filme nacional Besouro, com temática extremamente semelhante à de Capoeira Legends.]

09
nov
07

E eis que ele chegou lá!

Certa vez eu escrevi aqui sobre o ligeiro descompasso entre eu e um dos grandes cartunistas deste país, quando eu mandei alguns trabalhos meus para um grande jornal. Nos comentários da postagem, surpreendentemente phavoráveis à mim, alguém disse que houve um cartunista diferente, que se projetou sem ter começado a trabalhar em jornal. Seu nome: Fábio Yabu. E sua mídia sempre foi a Internet, mesmo, com os Combo Rangers, que dalí saíram para serem mangás de verdade, publicados pela JBC e pela Panini! Tipo assim, waal! Mas não parou por aí (ao contrário do Zicky Zira, que parou no posto para reabastecer, mas vamos ao post, Falabella!)

Pois é. Lêides and genteman, o canal Discovery Kids apresenta As Princesas do Mar, um desenho animado australiano, pero que totalmente concebido por Fábio Yabu! A produção é do canal Seven Network (conhecido também no YouTube por ‘llupar’ os jingles da NBC, assim como faz o SBT, e por outro lado, usar os serviços da Pacific Data Images, a mesma que até 1987 fazia as vinhetas de computação gráfica da Rede Globo) em parceria com a Flamma Filmes. (EPA! Eu também conheço esse rapaz, Flammarion Ferreira é um patcha de um animador brasileiro! Inclusive ele criou um projeto de série, Chicago Mice, não sei se chegou a ser produzido, mas pelo pouco que vi no Caderno 2, era muito bom…)

Enfim, finalmente aconteceu uma situação que só estava nos meus sonhos: séries animadas no exterior, usando a infra-estrutura à serviço da indústria da animação americana e japonesa, mãns idealizadas por brasileiros. Putz, parabéns Fábio Yabu, Flamma Filmes, “Seven Hey Let’s All Be There…” and all the rest.

As Princesas já tem duas temporadas, a primeira com incríveis 52 episódios – outro tabu que cai por terra, eu ficaria muito feliz com uma série de 13 episódios! A série foi vendida na Mipcom e vai ser exibida ano que vién no respeitável canal Discovery Kids, uma espécie de “TV Cultura” dos gringos. As informações são do site JBOX. com.br. Com o apoio técnico de Fábio Yabu e Larc Yasha, Igor C. Barros, aqui, agora. Tanananááááá….




VOCÊ CONHECE A FITA VHS “AS GAFES DA GLOBO EM 84”?

Conhece? Tem? Sabe quem tem? Já viu? Clique aqui.

Igor C. Barros Cartoons, o Blog

Feliz 2013! Este é o nosso blog secundário, porquê atendemos atualmente no Tumblr. Só que a compra do Tumblr pelo Yahoo! fez muita gente espontaneamente criar blogs da Wordpress. Seja como for, este blog está semi-de volta, só que diferente, despolitizado, mais maduro, mais velho, mais gordo, com menos cabelos, MAS com os mesmos sonhos:
"Fazer séries de desenho animado em grandes pólos produtores (EUA, Canadá, Japão, Filipinas, México) para que elas, com a máxima qualidade, possam também estar no Brasil, misturando-se às séries que vem do exterior, sem submeter-se aos ditames que regeriam o roteiro de um produto 100% nacional."
"Produzir músicas e/ou podcasts com qualidade equivalente a dos grandes estúdios para download ou streaming na Internet."

A Salt Cover? Desde 2010 ela é composta de mais pessoas além de mim, e atende em www.saltcover.com.br! Está sendo um tanto maltratada pelos nossos trabalhos na vida real, que sustentam o leitinho das crianças, mas está aí, e não morre quem peleia!

Crianças, que dia é hoje? 5:60!

outubro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos Mort… digo, vivos (afinal, estamos na Wordpress)

As últimas do Twitter

Tá com dinheiro sobrando?

Sabe uma coisa que você pode fazer com ele? Doar para o Criança Esperança. Não é piada: pela Internet, você pode doar 24 horas e 365 dias por ano!!! E sem o Aragão te enchendo os pacovás! Duvida? Clique aqui!!

Este blog não é o seu genro, mas é bem visitado

  • 235.425 pessoas nos visitaram e filaram a bóia

ATENÇÃO À DATA DA POSTAGEM

Este blog tem textos escritos desde 2004, e muitos dos links deles ou até mesmo suas informações podem não ser mais válidas.
Eu sei que infelizmente você veio aqui justamente por causa disso, é o Gôógle que é sem noção mesmo. Aproveite que você está aqui, clique no banner lá em cima e veja os posts mais recentes!

Só pra constar, viu

Agora aqui na WP, na página Míusiqui, as músicas que embalaram uma geração, pra você e todo mundo cantar junto! Essas e muitas outras você só ouve na Rádio Salt Cover, mesmo porquê a rádio clandestina da sua quebrada tem um nome a zelar.
Em breve, confira também o nosso perfil no DeviantArt, onde você finalmente vai entender porquê este blog se chama Igor C. Barros Cartoons...