Posts Tagged ‘incrível

13
dez
08

[2008] It’s christmas, c’est nöel: a história da menina que comprou o ursão

Esse é o nome, possivlemente, do último sucesso do Jordy, em 1993, que me inspira este post. Antes que alguém me pergunte, não tenho a música, já procurei por aí, mas não encontrei (taí uma sugestão para o site KBoing).
Sabe, neste phinal de ano, eu só queria poder realizar os meus sonhos, mas realizar MESMO.
Como fez uma adolescente que eu conheci, de relance, nos anos 80. Esta é, possivelmente, uma das histórias mais fantásticas que já  presenciei, estando totalmente por acaso, junto de minha mãe (claro, eu tinha uns 8 anos, dãhhh). E como estamos na Internet, de repente, é até capaz de essa pessoa ser encontrada por aí…

A vitrine da loja da Sears, no começo da Avenida Paulista (hoje é o Shopping Pátio Paulista) estava toda decorada para o Natal, como de costume. Era então 1984 ou 1985, não me lembro exatamente. Só sei que era hora de voltar pra casa, quando vejo uma adolescente conversando na calçada com um homem ou dois, não sei dizer se era o pai, namorado, sei lá. Só sei que ela disse algo que me surpreendeu: que ela iria comprar o urso de pelúcia que estava na vitrine. Algo normal… não fosse pelo fato de que o urso em questão, que usava um gorro de Papai Noel sob medida, tinha praticamente 1m80 de altura, maior até mesmo do que os maiores bichos de pelúcia que se pode encontrar em lojas  atuais, que vendem brinquedos  importados. Ele não passaria pela porta do meu quarto de agora! E era nas proporções clássicas, com braços e pernas curtos, mas gigantesco até mesmo para aquela garota, que dava dois de mim. Fazia parte da decoração da loja, não era um produto.
Isso me chamou a atenção, até porquê eu não precisei me esforçar e dar uma de enxerido para saber das intenções daquela adolescente, eu ouvi meio que de longe.
Só sei que na semana seguinte, o tal urso não estava mais lá. Foi meio que mal substituído por uma manequim.

Enfim, um lance digno de “A Turma da Pesada” ou “As Patricinhas de Beverly Hills” – em uma época onde 95% do Brasil não tinha onde cair morto.
Em toda a minha vida, nunca cheguei perto disso. Fui ter a famosa caravela do Playmobil em 1989, quando isso já tinha caído de moda…
E eu tenho sonhos um pouquinho mais modestos, como, sei lá, comprar um teclado novo (da Medeli, para substituir um Roland em fim de carreira), ter alguma chance na televisão (CNT, Rede Boas Novas, NGT, AllTV, TV Turfe, etc.) ou convencer uns 2 ou 3 desenhistas estrangeiros a desenharem os meus personagens só uma vezinha, pra eu ter uma noção de como eles ficariam no traço de profissionais. Bem, já que não dá pra realizar os meus sonhos, vou tentar pelo menos realizar os churros mesmo… Hoje, se Diôs quissêr, eu vou estar no restaurante Chilango, no evento de fãs de Chaves e Chapolin.

07
jun
08

Isto é incrível! Radar registra velocidade SURREAL no Rio

O DIA: Homem é multado por dirigir a 880 km/h, em um carro 1.0

Ele estaria à essa velocidade em uma rua onde a velocidade máxima seria 60 km/h, e foi multado em R$ 127,69.
Tem alguma coisa extremamente errada aí. Ouvi dizer há uns 10 anos que o automóvel Kadett, a 100 por hora, pesava 8 quilos, segundo as leis da física. Que carro é esse, então (detalhe, 1.0), que supera mais de duas vezes o maior número visto em velocímetros de carros de passeio, 220 km/h? Sendo que, quais ruas e/ou estradas no Brasil PERMITEM que você faça isso? Até hoje, só me lembro de ter visto uma única placa, em uma estrada, de “velocidade máxima, 100 km/h”, era na entrada de Alphaville, mas a velocidade caiu faz alguns anos para dois dígitos.
E mais: tentativas de quebra de recorde de velocidade com motos, no deserto, mostram que, ao se acelerar cada vez mais, chega um ponto onde as mínimas imperfeições no processo de fabricação das rodas e de todo o veículo (que para andar a 120 por hora, por exemplo, não importariam tanto assim) acabam pesando demais para a estabilidade do mesmo, ele começa a tremer e capota. Imagine em um carro, se ele não fosse muito bem projetado, iria desmontar…
Moral da história, temos mais um causo das multas de trânsito, além do homem que recebeu uma multa registrada no dia seguinte, e do motorista que foi multado por andar sem capacete em um carro.

16
fev
08

Descobrimos quem produz os Mega Powers

Nem me lembro se foi neste ou em outro blog da rede (tem uns blogs meio parados, ultimamente), mas como vocês se recuerdam, a produtora Vídeo Brinquedo alcançou a fama fazendo longa-metragens “genéricos” de computação gráfica – “Os Carrinhos” chegou a ser o DVD mais vendido do Brasil em 2006. Outros rrenéricos da produtora são Gladiformers [acaba de sair Gladiformers 2] Abelhinhas e Ratatoing – este último se passa no Rio de Janeiro!…

E eles começaram a vender sua primeira produção com atores: o çuper çemtai Mega Powers. É uma espécie de Páuer Rênjers brasileiro. Quem seriam esses atores, faço a menor idéia… Mega Powers pode ser considerado o super sentai mais profissional já feito no Brasil – super sentai, porquê tem o Defender, que é metal hero e é bem feito pra caramba, mesmo sendo amador.

E muitos se perguntaram quem estaria por trás dessa produção. Bem, eu descobri, por um tremendo acaso, procurando pelo móvel de trabalho que é o nome da produtora em questão.
A Vídeo Brinquedo, ao contrário do que se imaginava, não produz a série, só a distribui. Mega Powers é da produtora Mesa de Luz, do Rio de Janeiro, um estúdio de design, fotografia (com clientes até importantes, como a Vivo), animação e agora, essa produção com atores, que não vem sendo muito querida pela galera que cresceu vendo Pobrer Rênjers e principalmente pelos futuros tiozinhos como djô, que cresceram vendo Jaspion e Changeman (minto, na minha época era o Spectreman!!)

A “Mesa” também produz animação, e das boas, como a série Amazon Warriors, da RJR produções, ainda em desenvolvimento, criada por Ronaldo Barcelos. Essa parte está em branco no site da produtora, mas no link está o site oficial do projeto, com um viés MUITO mais intelectual e educativo do que os Mega Powers.  [UPDATE: http://www.guerreirosdamazonia.com.br]
Agora você já sabe who parited Matthew and it’s embaling it !! Balança, meu filho!!
Engraçado, eu queria algum dia entender porque o grosso da produção de animação no Brasil se concentra no Rio de Janeiro, São Paulo deve ter 1/3 das empresas e profissionais que tem no Rio. Dá-lhe ponte aérea.

[EDIT: Recentemente achei produções da Vídeo Brinquedo como brinde em embalagens de doces, algum primo distante do Dan-Top. Mas isso não quer dizer nada, a produtora prima rica da Salt Cover segue em frente e já lançou também produções em 2D, como Escola de Princesinhas, e até coisas 130% originais, como BR Futebol.]




VOCÊ CONHECE A FITA VHS “AS GAFES DA GLOBO EM 84”?

Conhece? Tem? Sabe quem tem? Já viu? Clique aqui.

Igor C. Barros Cartoons, o Blog

Feliz 2013! Este é o nosso blog secundário, porquê atendemos atualmente no Tumblr. Só que a compra do Tumblr pelo Yahoo! fez muita gente espontaneamente criar blogs da Wordpress. Seja como for, este blog está semi-de volta, só que diferente, despolitizado, mais maduro, mais velho, mais gordo, com menos cabelos, MAS com os mesmos sonhos:
"Fazer séries de desenho animado em grandes pólos produtores (EUA, Canadá, Japão, Filipinas, México) para que elas, com a máxima qualidade, possam também estar no Brasil, misturando-se às séries que vem do exterior, sem submeter-se aos ditames que regeriam o roteiro de um produto 100% nacional."
"Produzir músicas e/ou podcasts com qualidade equivalente a dos grandes estúdios para download ou streaming na Internet."

A Salt Cover? Desde 2010 ela é composta de mais pessoas além de mim, e atende em www.saltcover.com.br! Está sendo um tanto maltratada pelos nossos trabalhos na vida real, que sustentam o leitinho das crianças, mas está aí, e não morre quem peleia!

Crianças, que dia é hoje? 5:60!

fevereiro 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  

Arquivos Mort… digo, vivos (afinal, estamos na Wordpress)

As últimas do Twitter

Tá com dinheiro sobrando?

Sabe uma coisa que você pode fazer com ele? Doar para o Criança Esperança. Não é piada: pela Internet, você pode doar 24 horas e 365 dias por ano!!! E sem o Aragão te enchendo os pacovás! Duvida? Clique aqui!!

Este blog não é o seu genro, mas é bem visitado

  • 193,252 pessoas nos visitaram e filaram a bóia

ATENÇÃO À DATA DA POSTAGEM

Este blog tem textos escritos desde 2004, e muitos dos links deles ou até mesmo suas informações podem não ser mais válidas.
Eu sei que infelizmente você veio aqui justamente por causa disso, é o Gôógle que é sem noção mesmo. Aproveite que você está aqui, clique no banner lá em cima e veja os posts mais recentes!

Só pra constar, viu

Agora aqui na WP, na página Míusiqui, as músicas que embalaram uma geração, pra você e todo mundo cantar junto! Essas e muitas outras você só ouve na Rádio Salt Cover, mesmo porquê a rádio clandestina da sua quebrada tem um nome a zelar.
Em breve, confira também o nosso perfil no DeviantArt, onde você finalmente vai entender porquê este blog se chama Igor C. Barros Cartoons...